Portugal Steel – um ebook gratuito para download

Portugal SteelTendo em vista a importância estratégica do sector da Construção Metálica e Mista, o Departamento de Engenharia Civil do ISEP, em parceria com a Associação Portuguesa de Construção Metálica e Mista, organizou no dia 4 de Dezembro de 2013 o seminário Portugal Steel ISEP.

Este evento teve como objectivo divulgar e discutir as mais recentes inovações no domínio da construção metálica sustentadas nos conceitos da durabilidade, sustentabilidade e economia.

Esta publicação resulta da compilação das apresentações dos oradores convidados do seminário Portugal Steel ISEP, ligados a instituições de ensino, empresas e gabinetes de projecto nacionais, de
experiência e mérito reconhecidos.

Os capítulos deste livro cobrem vários subdomínios relacionados com a concepção, o projecto, o fabrico e a execução de estruturas metálicas, incluindo a inspecção e os ensaios não destrutivos.

O livro encontra-se disponível na seguinte ligação:

DOWNLOAD PORTUGAL STEEL

Read more

“Os Maias” de Eça de Queirós para quem não gosta de ler ou não tem tempo

maias

 

Era uma vez um gajo chamado Carlos, que vivia numa casa tão grande que levava p’raí umas vinte páginas a dizer como é que era. Quem gosta de imobiliário, tem aqui um petisco, porque aquilo tem assoalhadas grandes e boas e, pronto, mas p’ra mim não serve, que eu imóveis só com a fotografia, que às vezes um gajo é artista a escrever e depois uma pessoa vai a ver a casa e não tem nada a ver com o que imaginou.

Portanto, o gajo chama-se Carlos e o pai matou-se quando ele era pequeno, porque a mulher fugiu com um italiano e levou a filha que eles também tinham e… e ele matou-se, não faz sentido, porque o que não falta p’raí são gajas. Ora o puto fica com o avô e tal, vai crescendo e torna-se um gajo fino, bem vestido e que vai a boas festas.

Às tantas vê uma gaja e pensa: “Ui, que gaja tão boa!” e p’raí na página 400 começam a ir para a cama os dois e andam aí umas boas 200 páginas, pim, pim, troca e vira e agora nesta casa e agora naquela e pumba e… só que às tantas vem um gajo e diz: “-Eh pá, olha que a moça é tua irmã!” e o Carlos fica “eh pá, isso não pode ser, que nojo!” de maneiras que dá-lhe só mais duas ou três trolitadas e vai dar uma volta ao mundo, para espairecer, e acaba tudo em bem porque, ao menos, não tiveram filhos. Porque se tivessem eram, de certeza, meio tantans, babavam-se, como o meu primo Zé Luís, que os pais também eram parentes.

ENSINAMENTOS DA OBRA:

Read more

DST está a Recrutar

A dst está a recrutar para o seguinte perfil e função:

Engenheiro Civil / Diretor de Obra

Perfil do/a Candidato/a:
- Licenciatura em Engenharia Civil;
- Experiência comprovada na área de gestão de obra e de equipas de trabalho (fator eliminatório);
- Experiência profissional mínima de 5 anos em obras de hidráulica, nomeadamente saneamento;
- Orientação para o cliente e vocação para trabalhar por objetivos;
- Bons conhecimentos de informática na ótica do utilizador.
- Domínio do software Autocad, MS Project, CCS e SAP;
- Capacidade de liderança e de trabalho, com grande aptidão para a comunicação com públicos diferenciados;
- Domínio da língua francesa;
- Domínio da língua inglesa;

Oferta:
- Salário compatível com função;
- Regalias existentes na empresa.

Enviar curriculum vitae até 17 de Abril, com ref.ª “DST Engenheiro Civil / Diretor de Obra” para:

rh.candidaturas@dstsgps.com

A bysteel está a recrutar para o seguinte perfil e função:

Orçamentista (M/F)

Perfil do/a candidato/a:
- Licenciatura em Engenharia Civil;
- Conhecimentos de informática na ótica do utilizador, especialmente AutoCad e CCS;
- Conhecimentos de francês e Inglês;
- Proatividade, dinamismo e profissionalismo;
- Disponibilidade imediata.

Oferta:
- Salário compatível com função;
- Regalias existentes no grupo.

Enviar Curriculum Vitae com ref.ª “ Bysteel_Orçamentista” para
rh.candidaturas@dstsgps.com

dst

 

Read more

Costeira Empreiteiros recruta preparador de Obra

3a4c5daf-6bab-4f3a-a6c8-b5cb15cd23ae_LOGO_LARGE

- Experiência mínima de 5 anos na função,

- Disponibilidade imediata; Dinamismo, ambição e responsabilidade.

- Damos preferência a profissionais com formação na área devidamente comprovada e domínio em informática (Autocad, desenho 3D).

-Aceitam-se candidatos que tenham licenciatura em Engenharia civil ou Arquitectura.

- Oferecemos Salário compatível com a experiência demonstrada e Integração numa equipa dinâmica e orientada para objectivos

Enviar currículo detalhado para

tecnico.recrutamento@gmail.com
(Refª. Preparador de Obra 2014).

Read more

Central de Projectos procura Engenheiro Civil

- Engenheiro/a Civil com experiência em Projeto e Fiscalização de Equipamentos na Área da Saúde (fator eliminatório);

- Disponibilidade para trabalhar em Angola;

- Experiência mínima de 3 anos em funções idênticas;

- Bons conhecimentos de informática;

- Disciplina e capacidade de trabalho em equipa;

- Oferece-se remuneração compatível com a experiência e funções a desempenhar.

Se reúne as condições indicadas deve enviar a sua candidatura para:

geral@centralprojectos.pt

central

Consulgal recruta Engenheiros Civis

Empresa de Consultoria pretende seleccionar Engenheiro Civil para a Fiscalização de Empreendimentos, nas zonas Norte, Centro e Sul do país, com mínimo 3 a 5 anos de experiência profissional para as seguintes vagas:

- Fiscal de Electromecânica

- Fiscal de Construção Civil

- Coordenador de Segurança e Saúde

Resposta com CV e Certificados (de habilitações e profissionais), indicando a posição a que se candidata em “Assunto”, para

gestaoefiscalizacao@consulgal.pt

Consulgal

Read more

Estudante de Engenharia dá volta à Europa com apenas 31€

Diogo Bhovan, com 19 de idade e estudante de engenharia informática em Coimbra tinha o sonho, como muitos de nós, de dar uma volta ao mundo. No entanto, não tinha dinheiro suficiente. Como tal, decidiu limitar a sua viagem visitando apenas países da Europa durante um mês.

Até aqui seria tudo normal, não fosse ele fazer esta viagem com um orçamento de apenas 31€. Sim, leu bem, apenas 1€ por dia!

Para cumprir o seu objectivo teve que andar à boleia, dormir em casa de desconhecidos, dormir em camiões.

A sua vida ficou facilitada com algumas ajudas que ia recebendo sobretudo pela divulgação que o projecto estava a ter.

Teve ainda a particularidade de acabar a viagem com mais dinheiro do que o que começou.

Veja a notícia completa em baixo e visite a página do Facebook do projecto clincando aqui

E tu? Tinhas coragem de uma aventura destas?

viagem

Dicas para um recém formado em Engenharia Civil encontrar emprego

dicas-recem-formados-desempregados-engenharia-civilNão é novidade para quase ninguém que hoje em dia é muito difícil um engenheiro civil encontrar emprego em Portugal. Se for recém-formado sem experiência, pior ainda.

Não tenho aqui a fórmula mágica, mas um conjunto de dicas para o ajudarem:

1.       A procura de emprego não começa quando acaba o curso.

Começa alguns meses antes. Quanto mais tarde começar, mais gente terá à sua frente.

2.       Faz uma listagem de empresas

Certifique-se que todas as empresas têm o teu CV.

3.       Não envies só CVs por e-mail

Se envias o teu CV por e-mail, serás apenas mais um no meio de milhares. Vá à sede da empresa e peça para falhar com alguém do Departamento de Recursos Humanos. Crie empatia, pergunte por oportunidades de emprego e deixa uma boa imagem. Quando precisarem de alguém pode ser que se lembrem de ti.

4.       Faça a sua tese em colaboração com uma empresa

Isto permite-lhe conhecer a empresa e ganhar alguma experiência. Se ficarem com uma boa imagem sua, pode ser que lhe proponham um contrato.

Read more

Engenheiro fica preso em 6º andar de edifício em chamas!

Um engenheiro teve que ser salvo pelos bombeiros quando ficou preso no 6º andar de um prédio que era consumido a toda a força pelas chamas.

O homem esteve sempre calmo e até fez um “movimento ninja” para descer um andar pois as chamas já o estavam a alcançar.

Tudo acabou bem, mas nada como ver o vídeo:

Congresso Ibérico de Jovens Engenheiros regressa em 2016 na cidade de Lisboa

CIJE_2O CIJE`14 – 2º Congresso Ibérico de Jovens Engenheiros realizou-se, no passado dia 21 de março, na Corunha, em Espanha. Esta iniciativa, organizada em conjunto pela Ordem dos Engenheiros Região Norte e pelo Colegio de Ingenieros de Caminos, Canales y Puertos (Galiza), reforçou ainda mais o conceito de engenharia ibérica ao nível dos jovens engenheiros e fomentou as relações transfronteiriças e a partilha de oportunidades entre Portugal e Espanha, desafios que se impõem cada vez mais nos dias de hoje perante as dificuldades da economia dos dois países.

Fernando de Almeida Santos, Presidente da Ordem dos Engenheiros – Região Norte, durante a sua intervenção lembrou que ”é necessário trazer para o debate os jovens engenheiros, pois o futuro está nas suas mãos”. Conhecedor da realidade da profissão em Portugal, o responsável da OERN, mostrou-se preocupado com o caminho que a engenharia tem tomado no nosso país. “A conjuntura atual tem levado muitos jovens qualificados a abandonar o país, é necessário incentivar esta saída num contexto de internacionalização, que traz retorno, e não de emigração”, referiu.

Bento Aires, Responsável pela Organização Portuguesa, afirmou que a internacionalização é uma realidade da engenharia que não pode ser menosprezada. “Podemos dizer que a engenharia não tem passaporte. Dentro da internacionalização, Portugal e Espanha terão muito a ganhar se souberem colocar o seu soft power ao serviço da sua economia, sendo a engenharia o ponto de reforço e o principal motor da capitalização dessa promoção“, adiantou.

Alberto Nuñez Feijóo, Presidente da Xunta de Galicia, José María Arias Mosquera, Presidente do Banco Pastor e Juan Antonio Santamera Sánchez, Presidente do Colegio de Ingenieros de Caminos, Canales y Puertos foram alguns dos oradores presentes. Na generalidade, os oradores defenderam a necessidade de mudança das estratégias dos dois países com a aposta no desenvolvimento tecnológico, alicerçado em competências de engenharia, e a necessidade de apostar no setor primário e no desenvolvimento de soluções altamente inovadoras que permitam vencer as fragilidades com a diferenciação de produtos.

No rescaldo do evento, que contou com a presença de muitos jovens portugueses, Fernando de Almeida Santos referiu que o saldo do CIJE´14 foi “bastante positivo”, destacou ainda a “colaboração frutífera entre as duas instituições, com estratégias comuns de intercâmbio e de reconhecimento mútuo”.

Dentro da cooperação transfronteiriça já encetada entre a Ordem dos Engenheiros e o Colégio de Ingenieros de Caminos, Canales y Puertos, as duas associações profissionais darão continuidade ao Congresso Ibérico de Jovens Engenheiros, em 2016, na cidade de Lisboa.