Conheça os seus antepassados com a GENOMED

Os Testes de ancestralidade permitem conhecer a história dos nossos antepassados pré-históricos. Através da análise do DNA materno e paterno, é possível conhecer as rotas migratórias dos antepassados, situando-os no espaço e no tempo.

Enquanto a Europa estava povoada por grupos de homens nómadas descendentes do período de migração pós-glaciar, deu-se início, há cerca de 9 mil anos, ao período Neolítico. O Neolítico é marcado pela descoberta da agricultura no Próximo Oriente e os povos que dominavam esta nova tecnologia espalharam-se, durante o milénio subsequente, pela bacia do mediterrâneo, chegando à Península Ibérica.

À medida que as primeiras populações humanas se expandiram e se distribuíram por diversas regiões geográficas, foram ocorrendo pequenas variações e mutações no seu código genético. É com base nestes pormenores que o estudo de ancestralidade é feito.

Como posso fazer o teste?

O processo é simples: a partir de uma amostra de saliva, colhida com uma zaragatoa, é possível conhecer o percurso dos ascendentes (da linha materna ou paterna).

Ancestralidade via Materna

O historial por via materna conta-se através do DNA mitocondrial o qual é exclusivamente herdado das mães.

Tanto os rapazes como as raparigas o recebem, mas só as mulheres o passarão aos seus filhos. O estudo permite saber, por exemplo, que antepassados da sua mãe pertenciam aos povos que descobriram a agricultura no Próximo Oriente, há 9 mil anos, e que depois migraram ao longo da bacia do Mediterrâneo até à Península Ibérica.

Ancestralidade via Paterna

O cromossoma Y é próprio dos homens, que o herdam dos seus pais e o transmitem para os seus filhos do sexo masculino.

Com o teste de ancestralidade paterna Genoration, fica a conhecer o seu grupo genético e a distribuição geográfica do mesmo, a nível mundial.

As mulheres podem conhecer os seus antepassados pela via paterna, se recorrerem a uma amostra de DNA do pai, de um irmão ou do irmão do pai.

O relatório consiste num texto explicativo da sua origem genética, com as informações acima descritas, e num mapa com as rotas migratórias.

Após a encomenda receberá em sua casa, por correio, o kit de auto-recolha com instruções. O envio da amostra para o nosso laboratório é assegurado pelo cliente, de modo a que chegue num prazo máximo de 2 dias; após esse período a estabilidade da amostra fica comprometida.

Para efectuar a sua encomenda ou para mais informações, contacte-nos para genoration@genomed.pt ou visite o nosso site www.genoration.com

Genoration é um produto não-clínico da GenoMed, Diagnósticos em Medicina Molecular SA.

genomed

ABB e DST estão a contratar engenheiros civis

A ABB -Alexandre Barbosa Borges está à procura de engenheiros civis para as seguintes funções:

Eng. Civil Projecto

Desenhador/Medidor

Director de Obra Sénior

Director de Obra Infraestruturas

Técnico de Gestão de Qualidade

Orçamentista

Para mais Informações clique na Imagem:

abb

 

A DST – Domingos da Silva Teixeira também está à procura de engenheiros civis para reforçar o seu quadro de pessoal.

Para mais informação clique na imagem.

dst

Tipos de Vidros na Construção

Seguem-se os tipos de vidro mais utilizados na construção e que permite aos arquitectos desenvolver casas domésticas e edifícios empresariais cada vez mais arrojados, aproveitando da melhor forma a luz natural, reduzir os gastos energéticos, dar mais beleza e profundidade aos espaços mas mantendo elevados níveis de segurança.
O vidro plano para construção é sem dúvida cada vez mais utilizado em todo o mundo, e continuará a ser visto o vidro ser um produto amigo do ambiente.

Vidro Float
Entre os tipos de vidro o vidro float é o vidro mais comum e é a partir deste que se criam todos os outros tipos de vidro que comercializamos. É um vidro que tende a partir-se em fragmentos grandes e irregulares.É também usado por vezes em janelas com vidros duplos.Vidro Float

Vidro Temperado
O vidro passa por um tratamento térmico que lhe confere maior resistência mecânica. Este vidro pode ser aplicado em portas, montras, mobiliário urbano, fachadas, coberturas, portas vidro de correr, etc.
O vidro temperado é submetido a um tratamento térmico de têmpera, ganhando, após este processo uma maior resistência e segurança, já que quando quebrado se fragmenta em pequenos pedaços não cortantes.
Estes tipos de vidro são criados a partir do normal vidro float, e é aquecido a 600ºC. A sua superfície é rapidamente arrefecida enquanto o interior do vidro continua ainda quente. Esta diferença de temperatura entre o interior e o exterior produz diferentes propriedades físicas e que resulta num equilíbrio entre a tensão de compressão na superfície e a tensão de tração no corpo do vidro.Vidro Temperado

Vidro Laminado
Constituído por duas ou mais chapas de vidro solidarizadas através de butirais de PVB. Este vidro é ideal para janelas.
Oferecem segurança contra impactos acidentais, controle acústico e proteção contra os raios UV. O Vidro Laminado Vasiglass é composto por duas chapas de vidro float intercaladas por uma película plástica de grande resistência (PVB – polivinil burital).
Em caso de acidentes nestes tipos de vidro, os fragmentos de vidro ficam presos na película, evitando ferimentos. Além disso, a película mantém-se intacta, preservando o ambiente até à substituição do vidro.Vidro Laminado

Vidro Duplo
Constituído por dois vidros separados por uma caixa de ar/gás. Este vidro tem um elevado nível de transmissão luminosa ao mesmo tempo que reduz os custos energéticos, sendo ideal para aplicar em janelas, portas e fachadas.
O vidro duplo é constituído por dois ou mais vidros que estão separados entre si, por uma câmara-de-ar desidratada. A câmara-de-ar é constituída por um perfil de alumínio seguido de gás desidratado devidamente estancado. Para que a câmara permaneça estanque é colada com silicone ao longo de todo o vidro, o que permite reforçar as características do vidro duplo.
O vidro duplo é constituído por dois ou mais vidros que estão separados entre si, por uma câmara-de-ar desidratada. Este tipo de vidro permite a criação de um bom isolante térmico muito superior aos vidros comuns. As suas características permitem reduzir as perdas de calor, permitindo uma maior regulação da luz natural e a redução dos ruídos provenientes do exterior. O vidro duplo também aumenta a eficiência energética da habitação, dado que permite reduzir o consumo de energia no que toca à climatização.Vidro Duplo

Vidro Termoendurecido
Semelhante ao vidro temperado tem elevada resistência mecânica e térmica. Este vidro pode ser aplicado em guarda-ventos, fachadas, divisórias.
O Vidro Termoendurecido (Hs) é submetido a um ciclo de aquecimento e arrefecimento. Geralmente é duas vezes mais forte que o vidro monolítico com a mesma espessura e configuração. O vidro termoendurecido deve alcançar uma compressão de superfície residual entre 3.500 e 7.500 psi para um vidro de 6 mm, de acordo com a ASTM C1048. Este tipo de vidro tem melhor resistência ao choque térmico do que o monolítico. Quando se quebra, os fragmentos tendem a ser maiores que aqueles do vidro completamente temperado. No primeiro momento após a quebra, esses fragmentos podem permanecer na sua posição original. O Hs não pode ser usado como vidro de segurança, segundo os parâmetros dos órgãos reguladores.
É destinado às situações em que se desejar um reforço contra o vento ou a quebra térmica. O vidro termoendurecido não pode ser cortado ou perfurado após o tratamento térmico. Quaisquer alterações – tais como polimento das bordas ou gravação com ácido – podem causar a quebra do vidro.Vidro Termoendurecido

Vidro Lacado
Tem uma capa de laca na face de trás do vidro. Este vidro é por norma aplicado em revestimento de paredes e mobiliário, conseguindo-se obter uma grande beleza na decoração. Por exemplo uma das aplicações mais requisitadas é vidro lacado temperado para cozinhas.Vidro Lacado Temperado

Vidro Controle Acústico
Atenua os ruídos do exterior e do interior de edifícios. Este vidro pode ser aplicado no exterior (fachadas, janelas, coberturas) ou interior (gabinetes, separação de salas). Principalmente nas cidades ou em zonas industriais, o tráfego de viaturas, comboios e outros meios de transporte produzem demasiado barulho.
A aplicação de vidro com isolamento acústico permite a redução de som exterior dentro de um edifício para níveis aceitáveis sem sacrificar a luminosidade necessária dentro desses mesmos edifícios.Vidro Contre Acustico

Vidro Controle Solar
Este vidro tem uma capa que limita a entrada de raios solares o que permite economizar nos consumos com climatização. Este vidro pode ser aplicado em janelas e fachadas com exposição solar.
A utilização de vidro com alto isolamento térmico é cada vez mais utilizada em edifícios domésticos e urbanos.
São estes tipos de vidro que os Construtores e reguladores apostam cada vez mais na utilização desta tecnologia, por questões de energia e meio ambiente. Pretende-se assim uma maior conservação de energia e um elevado conforto, minimizando a perdas de energia e condensação interior.Vidro Controle Solar

Vidro Corta fogo
A arquitetura hoje em dia foca-se bastante na transparência, no entanto é necessário manter níveis de segurança para estes tipos de vidro que se focam nas pessoas e na defesa das propriedades, o que leva à utilização de vidro especial, neste caso vidro corta fogo de modo a evitar que em caso de incêndio as chamas não se propaguem.
Em caso de incêndio a superfície em contacto com o fogo, fratura-se mas não se separa permanecendo no seu lugar. Os vidros corta fogo sãos compostos por diversas camadas de proteção que formam assim um isolamento que absorve a energia das chamas. Este processo tem início a cerca de 120º C, portanto mesmo a uma temperatura ainda baixa os benefícios do vidro corta fogo começam-se a fazer sentir.Vidro Corta Fogo

Vidros Auto limpeza
Este vidros de auto limpeza, são ideais em localizações de difícil acesso para manutenção e limpeza. Através do seu revestimento especial utiliza a própria luz e a chuva para em vez de criar “gotas”, formar uma camada fina que ajuda a remover a sujidade.Vidro Auto Limpeza

Vidro Anti-Bala / Segurança
Chamados também de vidros blindados ou à prova de bala são projetados para oferecer proteção contra disparos de armas de fogo ou objetos lançados contra ele. Estes tipos de vidro são geralmente compostos por várias lâminas de vidro, intercaladas por camadas de PVB. Tais camadas plásticas amortecem o impacto, absorvendo energia, enquanto o vidro oferece resistência ao projétil.Vidro Segurança à Prova de Bala

Vidro para Pavimentos
O vidro para pavimentos, designado muitas vezes por piso de vidro permite a passagem de luz natural, reduzindo a necessidade de iluminação artificial. Esta possibilidade de utilização, fará toda a diferença na concepção do seu edifício, permitindo transformar completamente certas alas / secções que teriam uma aparência claustrofóbica.
O vidro para pavimentos pode ser utilizado como chão, ou utilizado em escadas e permite ainda elevada protecção contra incêndios. A segurança na utilização deste vidro é crítica, sendo por isso recomendado que nos consulte de modo a calcular a espessura e propriedades necessárias do vidro que vai depois ser utilizado na construção.Vidro para Pavimentos
Recomenda-se também a utilização de vidro laminado, para assegurar que em caso de quebra não conduza a um acidente grave. A carga prevista e o tamanho do vidro são dois factores essenciais a ter em conta no cálculo que faremos.
Estes vidros são por norma pesados, portanto é também importante os acessórios a utilizar de forma a evitar qualquer tipo de deformação na estrutura do edifício.
A superfície do vidro é também tido em conta, de forma a que seja criado no revestimento rugosidade suficiente para que se tenha toda a aderência possível ao caminhar e evitar escorregar, principalmente em zonas de maior humidade.

Vidro para Pavimentos

Vidro Decorativo / Vidro Texturado
O vidro decorativo pode ter diversos níveis de obscuração para efeitos de privacidade e/ou de decoração. As texturas e padrões aplicáveis podem ser os mais variados, à escolha de cada cliente e podem ser combinados com outros tipos de vidro dependendo do objectivo delineado para a sua utilização, assim como a espessura requerida.
Mantendo o efeito de luminosidade pretendida aliado à decoração desejada, o vidro decorativo é uma excelente escolha no seu projecto de construçãoVidro Texturado para Decoração

Espelhos
Constituído por um filme de prata na face de trás do vidro coberto com várias camadas de pintura de proteção. Os espelhos têm uma grande variedade de aplicações. A ter em conta em conta algumas características:
Capacidade de reflexão;
Claridade na imagem;
Nível de resistência à natural corrosão atmosférica;
Nível de resistência à corrosão química dos produtos de limpeza.
Capacidade de absorção de Impactos;

Guest Post de Luis Maia Vasiglass

Empresa constrói edifício de 57 andares em 19 dias

A empresa de construção Broad Sustainable Building, especializada em edifícios pré-fabricados construiu um arranha céus de 57 andares em apenas 19 dias na China (onde mais poderia ser?). O vídeo mostra a empresa a construir três andares por dia.
O edifício de 186 000 metros quadrados tem capacidade para 800 apartamentos e escritórios para 4 000 pessoas. É o mais alto que esta empresa edificou. veja o vídeo:

Grandes Construtoras estão a contratar

Caso trabalhe na área da construção Civil a sua oportunidade de emprego pode estar aqui. Martifer, Grupo Casais e Mota-Engil estão a recrutar colaboradores para dentro e fora de Portugal.


 

A Martifer tem quatro vagas por preencher, duas em território nacional e outras duas para a Argélia. Para trabalhar na sua sede, em Oliveira de Frades, há ofertas para um técnico de consolidação e reporte e para um técnico de planeamento e controlo de gestão. Para o país africano, a multinacional portuguesa quer contratar um gestor de qualidade, segurança e ambiente e um controller financeiro internacional. Sabe todos os pormenores aqui.

O Grupo Casais continua a ser uma das empresas nacionais que mais recruta. Neste momento, o grupo tem 15 vagas em aberto, divididas entre Portugal, Angola e Moçambique. A empresa tanto procura profissionais com qualificação – engenheiros civis, engenheiro electrotécnico e director de obra são exemplos – como precisa de colaboradores com experiência mais prática, como é o caso de electricistas e canalizadores. Candidata-te aqui.

Já a Mota-Engil, maior empresa da construção a operar em Portugal, apenas tem uma oportunidade de emprego em aberto. A empresa quer contratar um director de contrato, a que caberá a missão de planeamento e monitorização da actividade operacional nos contractos sob sua responsabilidade, mediando a distribuição dos recursos humanos e materiais e efectuando relatórios periódicos de actividade, supervisionar os trabalhos desenvolvidos por prestadores de serviços bem como efectuar um acompanhamento próximo do cliente. Todos os pormenores aqui.

mota-engil

Manual de Manutenção de Edifícios – Guia Prático – 2ª edição

1Com 454 páginas, o livro “Manual de manutenção de edifícios – guia prático” é um livro que qualquer engenheiro civil deve adquirir. Vai já na sua 2a edição.

A manutenção de edifícios é uma actividade complexa que tem ganho cada vez mais importância nos dias que correm.

O constante aumento do custo da electricidade, assim como das matérias primas em geral, torna fundamental aplicarem-se metodologias corretas e adequadas na manutenção de edifícios, de forma a optimizar o rendimento do funcionamento do imóvel.

A complexidade dos conhecimentos necessários para uma correta manutenção dos edifícios vai desde conhecer os materiais básicos até ao conhecimento geral das diversas especialidades existentes nas instalações. Esta acção passa por conhecer os parafusos básicos até às regras de jardinagem ou funcionamento de máquinas de frio.

As exigências operacionais das instalações de dimensão considerável assim como o conhecimento técnico do edifício e do equipamento existente, exige a concretização de uma manutenção adequada e sóbria.

Pela utilização dos edifícios assim como o tempo, surgem diversas variáveis que causam degradação e danos quase irreversíveis nos imóveis, pelo que a (adequada) manutenção de edifícios deve ser uma preocupação constante dos responsáveis de manutenção.

Só através de um conhecimento profundo do edifício, poderá adaptar técnicas e estratégias eficazes para garantir um prolongamento eficaz da vida útil das instalações. Os principais fundamentos a ter em conta na manutenção de edifícios são a Gestão Técnica Centralizada e a gestão orçamental.

Um edifício deve ser seguro e manter um bom estado para evitar riscos desnecessários. A boa manutenção de edifícios prevê e elimina perigos e consequentemente aumenta a sua segurança.

ISBN: 9789897230691

Autores: Hugo Prata

Editora: PUBLINDÚSTRIA

Preço: 29,00€

 

Visita já a página do livro (aqui), e encomenda já o teu exemplar.

 

Índice

Prefácio

Nota do Autor

1. Gestão da Manutenção em Edifícios
2. Manutenção Preditiva
3. Tratamento de Águas
4. Separadores de Ar e Partículas
5. Chillers
6. Torres de Arrefecimento
7. Unidades de Tratamento de Ar (UTA)
8. Postos de Transformação
9. Transformadores de Isolamento
10. Geradores
11. Iluminação
12. Instalação e Manutenção de Bombas e Sistemas de Bombeamento
13. Central de Bombagem para Serviços de Incêndio
14. ATEX – Atmosferas Explosivas
15. Ascensores, Monta-Cargas, Escadas Mecânicas e Tapetes Rolantes
16. Inspeção à Rede de Gás, Avaliação Acústica e Licenciamento de Equipamentos sob Pressão
17. Extintores
18. Registos de Segurança
19. Manutenção de Espaços Verdes

Índice de Figuras
Índice de Tabelas
Bibliografia

Caricas – Pede já a tua Caricatura

Rui Foles, professor e caricaturista, com gosto pela caricatura e o estudo pelo rosto e expressões faciais, fê-lo enveredar por uma carreira paralela ao ensino. Realizando caricaturas a partir de fotografia e ao vivo em eventos.

É na área dos eventos que se quer destacar, alia a sua arte ao convívio salutar, educado e discreto com os convidados, fazendo assim perpetuar no tempo e de forma inesquecível um sorriso ligado a uma marca. Para as marcas será uma mais valia ter o seu publico feliz ao rever-se na caricatura, tendo a folha de base o logo da mesma.
A presença ao vivo terá um custo base de 25€ hora, fora da grande Lx a este custo serão acrescentadas despesas de deslocação.

A caricatura a partir de foto é feita mediante encomenda, bastando para isso o envio de 1 ou 2 fotos para o email: rfoles@gmail.com ou através da sua página: https://www.facebook.com/pages/Caricas/1447341448842483
A caricatura é feita em formato A3, (uma 15€ ou duas 25€ – com portes de envio incluidos)

Alguns exemplos:

1962647_1508867086023252_7715081214982661_n

10603547_1494970297412931_7128335180048357811_n

Livro Edifícios de Adobe – Manual de Manutenção

livroCom 80 páginas e de fácil leitura, o livro “Edifícios de Adobe – Manual de Manutenção” aborda as questões práticas de manutenção de edifícios antigos de adobe, os aspectos a ter em atenção na gestão desta manutenção, nas pequenas reparações a realizar e os erros que não se devem cometer.

Apresenta uma proposta de calendarização das acções de manutenção. É o primeiro Manual de Manutenção de edifícios de adobe apresentado em Portugal.

ISBN: 9789897230738

Autores: Alice Tavares, Aníbal Costa, Humberto Varum

Editora: PUBLINDÚSTRIA

Preço: 8,91 (10% de desconto)

Visita já a página do livro (aqui), e encomenda já o teu exemplar com 10% de Desconto.

Índice:

1. Introdução

2. Porquê um manual de manutenção de edifícios de adobe?

3. Caracterização geral de um edifício de adobe

4. Manutenção preventiva e conselhos de utilização
4.1. Cobertura
4.2. Paredes exteriores
4.3. Portas e janelas
4.4. O interior do edifício
4.5. A envolvente próxima do edifício

5. Lista e calendarização básica de ações de manutenção

6. Erros a evitar em intervenções numa construção de adobe

7. Considerações finais

-Lista de ações de manutenção e correspondente proposta de calendarização

-Registo de anomalias detetadas durante operações de manutenção

-Registo de reparações durante ou após operações de manutenção

 

Formação GYPTEC – Instalação de Sistemas em Placas de Gesso

No mês de Outubro de 2014 a Gyptec Ibérica promove a 2a edição das formações em Instalação de Sistemas em Placas de Gesso.

Estas formações são direcionadas para Aplicadores/Instaladores de sistemas em placas de gesso e decorrem durante as manhãs de

sábado de dia 18 em Braga e dia 25 em Lisboa (Santa Iria de Azóia).

 

As sessões têm como suporte o Manual Técnico da Gyptec, focando-se nos sistemas construtivos, os pormenores e recomendações

de montagem, a suspensão de cargas, o tratamento de juntas e acabamentos, entre outras abordagens relacionadas com as boas

práticas na aplicação de sistemas em placas de gesso.

As formações têm início às 09:00h e terminam às 13:00h. Almoço e coffee break incluídos.

Inscrições: Gratuitas mas limitadas, todos os participantes receberão:

• Exemplar do Manual Técnico de Instalação de Sistemas em Placa de Gesso

• Certificado de participação na formação.

A inscrição deverá ser enviada para o e-mail: apoiotecnico@gyptec.eu

Destinatários: aplicadores/instaladores de sistemas em placas de gesso.

Data e local:

• Dia 18 em Braga, Hotel Mercure Braga Centro

• Dia 25 em Lisboa, Hotel Vip Executive Santa Iria

Links relacionados:

http://www.gyptec.eu/formacao_aplicacao2014.php

http://www.gyptec.eu/newsletter/2014/formacao_outubro/index.html

Vão Faltar Engenheiros, diz a OE

Ordem dos Engenheiros“Daqui a cinco anos vai haver défice de engenheiros na área da construção civil”, disse o bastonário da OE como comentário ao número de estudantes que entrou no curso de Engenharia Civil este ano.

Carlos Matias Ramos questiona ainda: “O Plano Estratégico de Infra-estruturas de Transportes prevê um investimento de seis mil milhões de euros até 2020. Que condições terá o país para dar resposta a este plano, no prazo fixado, se não tivermos cá engenheiros e se não prepararmos engenheiros para o futuro?”.

Pessoalmente gostava que ele tivesse razão. Que efectivamente houvesse trabalho em Portugal para todos os engenheiros civis. Mas todos sabemos que isso não será uma realidade.

Será que diminuindo o número de engenheiros, os salários aumentarão?? Devia ser. Mas também não acontecerá. Continuarão todos a receber os 700€ da praxe