Archive for Outros

IMOVIRTUAL: O Portal do Imobiliário

A FixeAds lançou o Imovirtual, um portal na área imobiliária com mais de 100 000 imóveis para venda e/ou arrendamento.

Este site é “um portal gratuito que disponibiliza todo o tipo de imóveis – casas, apartamentos, terrenos, quintas e herdades, garagens e estacionamentos, escritórios, lojas – para arrendar ou comprar, tendo sido desenhado para apresentar um interface simples que permita aos utilizadores particulares e profissionais encontrarem a informação que procuram de forma rápida e intuitiva”.

O site fornece também um conjunto de informação útil, nomeadamente sobre financiamento, construção e seguros para habitação, mudanças, entre outros. Tem também uma área com a informação legal relevante sobre o arrendamento, venda ou construção de um imóvel.

Merece visita! Para visitar basta clicar aqui ou no banner.

Agosto: Mês Pouco Produtivo

Como a maioria das pessoas que acompanha o blogue deve ter reparado, o mês de Agosto foi um mês pouco produtivo no blogue Engenharia Portugal.

Assim, apenas foram escritos 16 artigos, num blogue cuja média de artigos era superior ao número de dias de existência.

Esta drástica redução no número de artigos teve várias razões das quais se destaca o facto do mês de Agosto de eleição para se descansar, sendo que se está melhor na praia do que na frente de um computador.

Outro dos motivos para a redução do número de artigos prendeu-se com o facto de estar a dar os primeiros passos no mundo do trabalho. De facto, nem um mês depois de ter concluído o curso de Engenharia Civil, fui contactado por uma das maiores empresas do país, para ser o seu mais recente colaborador. Como tal, o tempo livre tem sido pouco.

Num futuro próximo, o blogue retomará os seus artigos diários, esperando também que enviem artigos e links.

Não se esqueçam também de subscrever a newsletter.

 

Subscreva a newsletter e ganhe um livro grátis!

Muita gente já recebia uma newsletter oficiosa. Agora, haverá uma newsletter oficial. Para a subscrever basta inserir e-mail aqui.

Quando forem atingidos os 100 subscritores, haverá o sorteio de um exemplar do livro “Prevenção de Impactos Ambientais dos Estaleiros de Construção em Centros Históricos Urbanos” oferecido pela EngeBook.

Porquê subscrever a Newsletter?
1) Para receber quinzenalmente um resumo dos artigos com maior destaque nesses quinze dias;
2) Habilitar-se a ganhar o livro “Prevenção de Impactos Ambientais dos Estaleiros de Construção em Centros Históricos Urbanos”, oferecido pela Engebook;
3) Receber um conjunto de documentação exclusiva que não pode ser disponibilizada no blogue devido aos direitos de autor;
4) Receber algumas propostas de emprego consideradas relevantes;
Subscrevam já a Newsletter!
 
Esta Newsletter iniciar-se-á no próximo dia 15 de Setembro. Sejá adicionou o seu e-mail, não precisa de o fazer novamente.

Prevenção de Impactos Ambientais dos Estaleiros de Construção em Centros Históricos Urbanos

Escrito por Armanda Couto e João Couto, dois engenheiros civis formados na Universidade do Minho, o livro “Prevenção de Impactos Ambientais dos Estaleiros de Construção em Centros Históricos Urbanos” pode ser considerado um livro de interesse para todos os engenheiros civis e estudantes de engenharia civil.

Muitos queixam-se que não compram livros porque são caros. No entanto este é um bom exemplo de como isso está errado: custa apenas 5,40€ na Engebook.

Escrito em 2008, compila em 88 páginas um conjunto de considerações para se minimizar os impactos ambientais dos estaleiros de obras em centros históricos.

O seu resumo pode ser consultado aqui.

Índice

1. INTRODUÇÃO
1.1 Considerações gerais
1.2 Impactos negativos provocados pelos estaleiros de construção
1.2.1 Produção de resíduos
1.2.2 Lamas nos arruamentos
1.2.3 Produção de poeiras
1.2.4 Poluição da água e do solo e danificação das redes de drenagem
1.2.5 Danificação de vegetação arbórea
1.2.6 Impacto visual
1.2.7 Ruído
1.2.8 Aumento do volume de tráfego e ocupação da via pública
1.2.9 Danificação do espaço público

2. MEDIDAS DE PREVENÇÃO E MINIMIZAÇÃO DOS IMPACTOS DOS ESTALEIROS
2.1 Generalidades
2.2 Relacionamento entre intervenientes da obra e população
2.3 Produção de resíduos e sua minimização
2.3.1 Fontes e causas da produção de resíduos
2.3.2 Porquê minimizar a produção de resíduos
2.3.3 Hierarquia de gestão dos resíduos
2.3.3.1 Redução da produção de resíduos
2.3.3.2 Reutilização dos materiais
2.3.3.3 Reciclagem
2.3.4 Demolição selectiva
2.3.5 Medidas para a minimização dos resíduos nos estaleiros
2.4 Lamas nos arruamentos
2.4.1 Porquê prevenir as lamas nos arruamentos
2.4.2 Como minimizar as lamas nos arruamentos
2.5 Produção de poeiras
2.5.1 A importância da minimização das poeiras
2.5.2 Medidas de controlo das poeiras
2.6 Poluição das águas e do solo e danificação das redes de drenagem
2.6.1 A importância da prevenção
2.6.2 Medidas preventivas da poluição das águas e do solo e danificação das redes de drenagem
2.7 Protecção das árvores
2.7.1 A importância da árvore no meio urbano
2.7.2 Como proteger as árvores
2.8 Impacto visual
2.8.1 A importância do impacto visual
2.8.2 Medidas para a sua minimização
2.8.3 Outras medidas para a minimização do impacto visual das obras
2.9 Ruído
2.9.1 A importância da prevenção do ruído
2.9.2 Medidas que visam a prevenção do ruído emitido pelos estaleiros de construção
2.9.3 Como prevenir o ruído nos estaleiros de construção
2.10 Aumento do volume de tráfego e ocupação da via pública
2.10.1 Porquê minimizar estes impactos
2.10.2 Medidas de minimização
2.11 Danificação do espaço público
2.12 Outras medidas preventivas
2.12.1 Redução do peso das construções
2.12.2 Utilização de tecnologias adequadas de contenção de terras
2.12.3 Utilização de sistemas de contenção de fachadas
2.12.4 Utilização de sistemas pré-fabricados
2.12.5 Planeamento e preparação da obra adequados

BIBLIOGRAFIA

15 trabalhadores para tapar um buraco

Podia ter sido filmado em Portugal. No entanto, o caso passou-se na Bélgica.

Primeira Engenheira Civil Portuguesa

A primeira engenheira civil portuguesa formou-se  na Academia Politécnica do Porto, antecessora da Universidade do Porto.

Rita de Moraes Sarmento, nascida em 1872 ingressou nesta instituição em 1887 (tinha 15 anos) no 1º curso de Engenheiros Civis de Obras Públicas.

Curiosamente, apenas teve uma colega do mesmo sexo no quinto ano.

Finalizado o curso, poderia exercer a a profissão de engenheira civil de obras públicas. No entanto, nunca chegou a exercer pois casou-se com António dos Santos Lucas, Tenente de Engenharia e Doutor em Matemática pela Universidade de Coimbra.

Era a filha mais nova de quatro filhas. Os pais, Rita de Cássia de Oliveira Moraes e Anselmo Evaristo de Moraes Sarmento, recebiam com frequência visitas de políticos e intelectuais da época como Teófilo Braga (padrinho da terceira filha), Oliveira Martins, Ramalho Ortigão, Camilo de Oliveira e Antero de Quental. O pai de Rita era jornalista, publicista e defensor dos ideais do Liberalismo. Era proprietário da Tipografia “Imprensa Portuguesa”, tendo sido fundador de diversos periódicos, entre os quais a “Gazeta Literária do Porto”.

Esta primeira engenheira civil portuguesa viria a falecer em 1931, com 59 anos de idade.

Virgínia Moura foi a segunda engenheira formada no Porto e a primeira licenciada pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto.

Estágios na Ordem dos Engenheiros

Como a maioria sabe, para ser membro efectivo da Ordem dos Engenheiros é necessário, mesmo para cursos acreditados, realizar um estágio numa empresa tendo o candidato a designação de “Membro Estagiário”. Este pode ter uma duração entre 6 meses e 2 anos.

O guia 2011 deste tipo de estágios, com muita informação útil pode ser consultado aqui.

Prego Impossível

Será que alguém descobre como se conseguiu pregar este prego?

Read more

Dados do Engenharia Portugal

Com esta mudança vamos fazer o ponto de situação até agora:

31.167 visitantes;

624 dia de maior afluência;

156 artigos;

234 comentários;

1114 fãs no Facebook;

1 livro oferecido;

14 CDs oferecidos.

Novo Engenharia Portugal

Deve ser a primeira vez que se inaugura algo em Portugal depois das eleições e não nos dias que antecedem.

Como prometido, aqui está o novo Engenharia Portugal com novo endereço (www.engenhariapt.com), muito mais simples e fácil de decorar. Façam favor de actualizar nos vossos favoritos.

Também com uma nova imagem. Não sou nenhum expert em design de blogues, mas foi o que se arranjou assim um bocado em cima do joelho (típico português).

Fica a faltar a newsletter oficial (uma oficiosa já circula aí para cerca de 100 pessoas).

Espero que gostem das mudanças e continuem a acompanhar o blogue. Este manterá a sua linha de orientação. Qualquer dúvida ou sugestão, é favor contactar