Mota-Engil consegue maior contrato da sua história

Mota-engilA construtora Mota-Engil, maior construtora portuguesa, conseguiu o maior contrato da sua história de cerca de 70 anos, ao assegurar a adjudicação de uma empreitada nos Camarões, no valor de cerca de 2,6 mil milhões de euros.

Em comunicado enviado esta sexta-feira à CMVM – Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, a Mota-Engil esclarece que “na sequência da comunicação ao mercado efectuada pela Sundance Resources Ltd, entidade cotada na Austrália, a Mota-EngilL informa a adjudicação do contrato de engenharia, ‘procurement’ e construção (EPC) por aquela empresa, no montante de 3,5 mil milhões de dólares (aproximadamente 2,6 mil milhões de euros), à sua subsidiária Mota-Engil Engenharia e Construção África, SA”.

De acordo com o documento, o contrato inclui a construção de 580 quilómetros de linhas ferroviárias e um porto de águas profundas na República dos Camarões. O contrato adjudicado à Mota-Engil inclui ainda a construção de um terminal portuário de águas profundas e dos respectivos estaleiros.

A Mota-Engil sublinha que “esta adjudicação, cuja estruturação do financiamento é coordenada pelo Standard Bank, é bem ilustrativa da capacidade do grupo para, no âmbito do desenvolvimento dos seus negócios em África, se afirmar como ‘solutions provider’ e, deste modo, participar activamente no desenvolvimento integrado de toda a região sub-Sahariana”.

Trabalhador morre em acidente na barragem de Foz Tua

TuaUm trabalhador morreu hoje, por volta da 00:14, num acidente nas obras da barragem de Foz Tua, estando, neste momento, a ser apuradas as causas do sucedido.

O trabalhador, com 50 anos de idade, faleceu vítima de uma queda.

No local, estiveram os Bombeiros Voluntários de Alijó, a Guarda Nacional Republicana e a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) de Vila Real.

A ponte à prova de sismos

Sugerido pelo Gonçalo Guerreiro, o video é um excelente documentário da National Geographic sobre a ponte Charilaos Trikoupis, na Grécia, que está sobre uma das maiores falhas sísmicas do mundo. A engenharia no seu melhor.

O vendedor mais honesto do mundo

O anúncio está disponível aqui. Basicamente é o anúncio mais sincero que já viu:

casa

 

E continua:

Read more

O Sonho de um Engenheiro Desempregado

As expectativas do que irá ser a vida de recém-licenciado em Engenharia Civil:


Grupo Preceram distinguido pela organização da Tektónica 2014

As empresas do Grupo Preceram, ArgexGyptec e Preceram participaram na Tektónica 2014. As diversas iniciativas das empresas durante o certame, foram um contributo incontestável na dinamização do evento, que decorreu entre 06 e 10 de Maio, na FIL – Feira Internacional de Lisboa.

Pela sua proactividade, competência e diferenciação o grupo foi distinguido pela organização com dois prémios:

“Promotor Academia” que valoriza todo o esforço e dedicação de toda a equipa nas acções de formação desenvolvidas tanto a nível teórico como prático, e que demonstraram o verdadeiro valor e o interesse que a formação tem para os profissionais do sector da construção.

“Portugal Constrói uma Identidade” que reconhece e valoriza as empresas e produtos que se distinguem no âmbito da capacidade de engenho, e que contribuem e revelam atributos relacionados com a experiência e aconsolidação da Marca (País).

Estes prémios vêm valorizar o trabalho de crescimento contínuo e todo o esforço efectuado por estas empresas nacionais.

Gyptec – Gessos Técnicos, S.A. sitiada na Figueira da Foz, no distrito de Coimbra, é uma empresa de capital exclusivamente nacional que se dedica à produção de placas de gesso, afirmando-se nos mercados nacional e internacional com produtos de excelência, sendo presença incontornável nas principais obras em toda a Península Ibérica.

Preceram – Indústrias de Construção, S.A. sitiada em Pombal, no distrito de Leiria é actualmente o maior produtor de tijolo cerâmico em Portugal, fabricando anualmente 75 milhões de tijolos em duas unidades industriais, uma em Pombal e outra em Águeda.

Argex – Argila Expandida, S.A. sitiada no distrito de Aveiro, está na vanguarda tecnológica, produzindo argila expandida de alta qualidade. A Argex vem desenvolvendo a sua actividade desde há décadas e que pela confiança que nos tem sido depositada atingiu já a liderança.

Ordem dos Engenheiros – Região Norte recebe congénere Brasileira

brasil_portugalA Ordem dos Engenheiros – Região Norte (OERN) promove amanhã, dia 15 de Maio, pelas 15h30, no Porto, a Conferência “Brasil: Oportunidades para Investimentos em Engenharia”.

Joel Krüger, Presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná(CREA – PR), é o orador convidado, a sessão conta também com a participação de Fernando de Almeida Santos, Presidente da OERN.

“Fortalecer a cooperação entre engenheiros dos dois países e aprofundar relações com a associação congénere brasileira” são os objetivos principais da organização.

Fernando de Almeida Santos afirma que há abertura e interesse do Brasil para esta cooperação e que a Ordem dos Engenheiros está a trabalhar no sentido de facilitar a entrada de engenheiros portugueses no Brasil:

A OE em conjunto com a sua congénere brasileira tem em curso um conjunto de processos para debelar as dificuldades, compatibilizando processos, ajustando graus académicos e procurando que o Desenvolvimento Curricular ao longo da vida seja um processo partilhado. Pode demorar mais do que gostaríamos mas não é por falta de empenho e interesse da OE”.

O Presidente da OERN destaca ainda a qualidade do Ensino em Portugal e considera o Brasil um mercado de oportunidades para os engenheiros portugueses:

“O Ensino português é um ensino de excelência e neste sentido entendo que existem possibilidades e oportunidades para o exercício profissional em todas as áreas da engenharia, tendo em conta o facto de o Brasil estar em desenvolvimento e a experiência em países desenvolvidos ser uma mais-valia,” reforça Fernando de Almeida Santos.

Reabilitação low cost: As construtoras estão a regressar à vida

1“Em apenas um mês, a reabilitação low cost conseguiu uma proeza: despertar algumas construtoras do quase coma para que a crise as atirou. O impacto do novo regime excecional da reabilitação, que veio simplificar as exigências técnicas na recuperação de edifícios com mais de 30 anos, já se sente na atividade das construtoras, garante Filipe Azevedo, administrador da Lúcios – Engenharia e Construção (responsável por projetos como o Hotel Intercontinental Palácio das Cardosas e a reabilitação, em curso, do Edifício Castilho, em Lisboa). E está a atrair investidores que tinham desistido de intervenções planeadas devido aos custos excessivos que exigiam.”

Veja o artigo de “Dinheiro Vivo”: http://www.dinheirovivo.pt/Empresas/Artigo/CIECO349013.html?page=0

 

Sugestão de Cláudia Antunes

 

 

 

Mota-Engil ganha obra de 60 milhões de euros no Uganda

Mota-engilA Mota-Engil, maior empresa portuguesa no sector da construção civil ganhou uma obra de 60 milhões de euros no Uganda.

A obra consiste no alargamento da auto-estrada Northern Bypass, uma via que existe em torno da capital Kampala

A obra tem início marcado para Junho e deverá prolongar-se por 30 meses, de acordo com informações prestadas pelo porta-voz da autoridade rodoviária nacional, Dan Alinange, ao “New Vision” (jornal do Uganda).

A empresa Mota-engil admite alargar a sua presença em países africanos, mais concretamente Quénia, Tanzânia, Ruanda, Camarões e Namíbia.

1250 engenheiros abandonam Portugal

1250 engenheiros

Read more