Grupo Preceram distinguido pela organização da Tektónica 2014

As empresas do Grupo Preceram, ArgexGyptec e Preceram participaram na Tektónica 2014. As diversas iniciativas das empresas durante o certame, foram um contributo incontestável na dinamização do evento, que decorreu entre 06 e 10 de Maio, na FIL – Feira Internacional de Lisboa.

Pela sua proactividade, competência e diferenciação o grupo foi distinguido pela organização com dois prémios:

“Promotor Academia” que valoriza todo o esforço e dedicação de toda a equipa nas acções de formação desenvolvidas tanto a nível teórico como prático, e que demonstraram o verdadeiro valor e o interesse que a formação tem para os profissionais do sector da construção.

“Portugal Constrói uma Identidade” que reconhece e valoriza as empresas e produtos que se distinguem no âmbito da capacidade de engenho, e que contribuem e revelam atributos relacionados com a experiência e aconsolidação da Marca (País).

Estes prémios vêm valorizar o trabalho de crescimento contínuo e todo o esforço efectuado por estas empresas nacionais.

Gyptec – Gessos Técnicos, S.A. sitiada na Figueira da Foz, no distrito de Coimbra, é uma empresa de capital exclusivamente nacional que se dedica à produção de placas de gesso, afirmando-se nos mercados nacional e internacional com produtos de excelência, sendo presença incontornável nas principais obras em toda a Península Ibérica.

Preceram – Indústrias de Construção, S.A. sitiada em Pombal, no distrito de Leiria é actualmente o maior produtor de tijolo cerâmico em Portugal, fabricando anualmente 75 milhões de tijolos em duas unidades industriais, uma em Pombal e outra em Águeda.

Argex – Argila Expandida, S.A. sitiada no distrito de Aveiro, está na vanguarda tecnológica, produzindo argila expandida de alta qualidade. A Argex vem desenvolvendo a sua actividade desde há décadas e que pela confiança que nos tem sido depositada atingiu já a liderança.

Ordem dos Engenheiros – Região Norte recebe congénere Brasileira

brasil_portugalA Ordem dos Engenheiros – Região Norte (OERN) promove amanhã, dia 15 de Maio, pelas 15h30, no Porto, a Conferência “Brasil: Oportunidades para Investimentos em Engenharia”.

Joel Krüger, Presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná(CREA – PR), é o orador convidado, a sessão conta também com a participação de Fernando de Almeida Santos, Presidente da OERN.

“Fortalecer a cooperação entre engenheiros dos dois países e aprofundar relações com a associação congénere brasileira” são os objetivos principais da organização.

Fernando de Almeida Santos afirma que há abertura e interesse do Brasil para esta cooperação e que a Ordem dos Engenheiros está a trabalhar no sentido de facilitar a entrada de engenheiros portugueses no Brasil:

A OE em conjunto com a sua congénere brasileira tem em curso um conjunto de processos para debelar as dificuldades, compatibilizando processos, ajustando graus académicos e procurando que o Desenvolvimento Curricular ao longo da vida seja um processo partilhado. Pode demorar mais do que gostaríamos mas não é por falta de empenho e interesse da OE”.

O Presidente da OERN destaca ainda a qualidade do Ensino em Portugal e considera o Brasil um mercado de oportunidades para os engenheiros portugueses:

“O Ensino português é um ensino de excelência e neste sentido entendo que existem possibilidades e oportunidades para o exercício profissional em todas as áreas da engenharia, tendo em conta o facto de o Brasil estar em desenvolvimento e a experiência em países desenvolvidos ser uma mais-valia,” reforça Fernando de Almeida Santos.

Reabilitação low cost: As construtoras estão a regressar à vida

1“Em apenas um mês, a reabilitação low cost conseguiu uma proeza: despertar algumas construtoras do quase coma para que a crise as atirou. O impacto do novo regime excecional da reabilitação, que veio simplificar as exigências técnicas na recuperação de edifícios com mais de 30 anos, já se sente na atividade das construtoras, garante Filipe Azevedo, administrador da Lúcios – Engenharia e Construção (responsável por projetos como o Hotel Intercontinental Palácio das Cardosas e a reabilitação, em curso, do Edifício Castilho, em Lisboa). E está a atrair investidores que tinham desistido de intervenções planeadas devido aos custos excessivos que exigiam.”

Veja o artigo de “Dinheiro Vivo”: http://www.dinheirovivo.pt/Empresas/Artigo/CIECO349013.html?page=0

 

Sugestão de Cláudia Antunes

 

 

 

Mota-Engil ganha obra de 60 milhões de euros no Uganda

Mota-engilA Mota-Engil, maior empresa portuguesa no sector da construção civil ganhou uma obra de 60 milhões de euros no Uganda.

A obra consiste no alargamento da auto-estrada Northern Bypass, uma via que existe em torno da capital Kampala

A obra tem início marcado para Junho e deverá prolongar-se por 30 meses, de acordo com informações prestadas pelo porta-voz da autoridade rodoviária nacional, Dan Alinange, ao “New Vision” (jornal do Uganda).

A empresa Mota-engil admite alargar a sua presença em países africanos, mais concretamente Quénia, Tanzânia, Ruanda, Camarões e Namíbia.

1250 engenheiros abandonam Portugal

1250 engenheiros

Read more

E porque hoje é DIA DO TRABALHADOR

Segue um vídeo com os acidentes de trabalho mais insólitos:

 

Estruturas de Betão – Bases de cálculo

estruturasDe leitura quase obrigatória para qualquer Engenheiro Civil ou estudante de Engenharia Civil, o livro “Estruturas de Betão – Bases de Cálculo” pretende apresentar as bases de dimensionamento de estruturas de betão de acordo com a regulamentação existente (eurocódigos). O livro começa por apresentar os materiais (aço e betão) e a sua interação, incluindo questões relacionadas com a durabilidade e amarração de varões. Apresenta depois a forma de dimensionamento em estado limite último de elementos de betão armado para diversos tipos de esforços (esforço axial e flexão, corte, punçoamento, torção). Finalmente aborda o dimensionamento de elementos de betão para estados limites de serviço (limitação de tensões, fendilhação e deformação).

Visita já a página do livro (aqui), e encomenda já o teu exemplar com 10% de Desconto. Vê neste link algumas páginas deste livro.

Resumo:

AUTORES: Paulo Barreto Cachim; Miguel Monteiro Morais

EDITORA: Publindústria – Edições Técnicas

DISTRIBUIÇÃO: Engebook – Conteúdos de Engenharia e Gestão · www.engebook.com

FORMATO: 170 x 240 mm

NÚMERO DE PÁGINAS: 280 aprox.

preço: €21,51 (10% de desconto)

 

Índice do Livro:

Prefácio

Capítulo 1: Introdução
1.1. Eurocódigos
1.2. Dimensionamento em relação aos estados limites

Parte A: Bases de cálculo

Capítulo 2: Propriedades dos materiais
2.1. Betão
2.2. Aço para betão armado
2.3. Aderência
2.4. Considerações adicionais relativas a armaduras

Capítulo 3: Durabilidade
3.1. Vida útil de uma estrutura
3.2. Mecanismos de deterioração
3.3. Parâmetros que influenciam a durabilidade
3.4. Causas e tipos de fendilhação
3.5. Indicações para escolha e especificação do betão

Parte B. Estados limites últimos

Capítulo 4: Esforços normais e de flexão
4.1. Bases de cálculo para esforços normais e de flexão
4.2. Determinação das forças interiores no aço e no betão
4.3. Secções submetidas a tração e compressão simples
4.4. Secções submetidas a flexão
4.5. Secções submetidas a flexão simples
4.6. Secções submetidas a flexão composta
4.7. Flexão desviada

Capítulo 5: Esforço transverso
5.1. Esforço transverso resistente
5.2. Dimensionamento de elementos ao esforço transverso
5.3. Corte na ligação da alma aos banzos
5.4. Esforço longitudinal nas juntas de betonagem em diferentes datas

Capítulo 6: Punçoamento
6.1. Tensão de punçoamento atuante
6.2. Verificação na face do pilar
6.3. Verificação no perímetro de controlo
6.4. Outros dispositivos de reforço ao punçoamento
6.5. Verificação para sapatas de pilares
6.6. Fluxograma de dimensionamento

Capítulo 7: Torção
7.1. Torção de equilíbrio e torção de compatibilidade
7.2. Modelos de comportamento para torção
7.3. Dimensionamento das armaduras de torção
7.4. Casos particulares
7.5. Dimensionamento de elementos para a torção

Parte C. Estados limites de utilização

Capítulo 8: Controlo de tensões
8.1. Limites para as tensões de compressão no betão
8.2. Limites para as tensões na armadura
8.3. Cálculo de tensões

Capítulo 9: Fendilhação
9.1. Comportamento de uma peça de betão armado
9.2. Razões para controlar a fendilhação e valores limite para a largura de fendas
9.3. Armadura mínima
9.4. Cálculo da largura de fendas
9.5. Controlo da fendilhação sem cálculo da largura de fendas
9.6. Situações especiais em que é necessário controlar a fendilhação

Capítulo 10: Deformação
10.1. Fatores que afetam a deformação
10.2. Controlo da deformação
10.3. Verificação da deformação sem cálculo da flecha
10.4. Cálculo da deformação
10.5. Formas de reduzir a deformação

Anexo A: Armaduras para betão armado
Anexo B: Vigas em flexão simples

A Editora:

A Publindústria assume como missão estratégica a produção de conteúdos direcionados para a Indústria Transformadora. Entre os seus produtos comunicacionais destacamos a edição de revistas técnico-científicas, uma atividade editorial que iniciou e tem vindo a ser aprofundada desde há 25 anos.

A edição de livros técnicos e manuais universitários é uma área de negócios emergente, um desafio e uma prova do envolvimento da Publindústria com os técnicos e cientistas portugueses. Estão apostados em ocupar o reduzido nicho de mercado do livro técnico nos mais diversos domínios da ciência e tecnologia, que contenham uma forte componente pedagógica e/ou formativa.

 

A biblioteca mais pequena de Portugal

biblioteca barcelinhos

 

A biblioteca mais pequena do país situa-se no concelho de Barcelos, mais concretamente na freguesia Barcelinhos. Inaugurada a 27 de Março, uma cabine antiga cabine telefónica passou a funcionar como mini-biblioteca.

A criação deste equipamento cultural decorre do programa Livros do Cávado,  uma parceria pioneira entre a Junta de Freguesia de Barcelinhos, a Câmara de Barcelos e a Fundação PT. Prtendem com esta iniciativa “dinamizar a zona ribeirinha” da freguesia, “complementar a biblioteca da junta” e “incentivar a leitura”. “Deve ser uma montra da nossa biblioteca interior”, acrescentou.

Uma ideia para copiar noutras zonas do país?

Read more

Mota Engil Procura engenheiro civil para América do Sul

Mota-engil

 

No âmbito da sua estratégia de desenvolvimento e internacionalização, o Grupo Mota-Engil pretende identificar para a sua bolsa de candidatos perfis que apresentem experiência profissional relevante e competências adequadas às necessidades existentes nos mercados internacionais em que a Mota-Engil está presente. Assim, pretendem rececionar candidaturas para a seguinte função:
Engenheiros de Obra Rodoviária (m/f)  


Principais Responsabilidades:
Integrado em obra terá como principais responsabilidades acompanhar e apoiar a direção de obra ao nível da gestão da produção na vertente rodoviária, gestão enconómica e de prazos do sistema de qualidade, ambiente e segurança a fim de garantir o cumprimento dos objetivos estabelecidos.
Requisitos:
– Formação superior em Engenharia Civil;
– Experiência profissional mínima de 10 anos na vertente de Obra Geral / Estradas.
Mais informações aqui.

Portugal Steel – um ebook gratuito para download

Portugal SteelTendo em vista a importância estratégica do sector da Construção Metálica e Mista, o Departamento de Engenharia Civil do ISEP, em parceria com a Associação Portuguesa de Construção Metálica e Mista, organizou no dia 4 de Dezembro de 2013 o seminário Portugal Steel ISEP.

Este evento teve como objectivo divulgar e discutir as mais recentes inovações no domínio da construção metálica sustentadas nos conceitos da durabilidade, sustentabilidade e economia.

Esta publicação resulta da compilação das apresentações dos oradores convidados do seminário Portugal Steel ISEP, ligados a instituições de ensino, empresas e gabinetes de projecto nacionais, de
experiência e mérito reconhecidos.

Os capítulos deste livro cobrem vários subdomínios relacionados com a concepção, o projecto, o fabrico e a execução de estruturas metálicas, incluindo a inspecção e os ensaios não destrutivos.

O livro encontra-se disponível na seguinte ligação:

DOWNLOAD PORTUGAL STEEL

Read more