Tag Archive for dinheiro

Salário de Engenheiro Civil

A discussão é já antiga. Quando ganha/deve ganhar um engenheiro civil?

Na minha opinião, um recém-licenciado (ou recém-mestrado) no mínimo dos mínimos deverá ganhar duas vezes o ordenado mínimo nacional. Ora actualmente o salário mínimo é 475€ (com tendência a subir para 500€ ainda este ano), pelo que o salário mínimo de um Engenheiro Civil deveria ser 950€. No Brasil, por exemplo, ganha-se 12 vezes o ordenado mínimo nacional (sim, 12!). Mas esta grande diferença tem a ver com o facto de o ordenado mínimo brasileiro ser mesmo muito baixo.

Considerando que recebe 950€ enquanto estagiário, um engenheiro civil deverá receber 1200€ a 1500€ após estágio. Existem muitas variáveis em jogo pelo que não é fácil atribuir um salário base para um engenheiro civil. À partida um engenheiro de obra recebe mais que um de gabinete (por conta de outrem). É necessário fazer a opção entre trabalhar poucas horas e receber pouco, ou trabalhar muitas horas e receber muito. É preciso também ter em atenção às regalias oferecidas, nomeadamente, internet, telemóvel, viatura, entre outros.

Claro está que mal se saia da Universidade vai-se receber propostas de emprego recebendo 750€ (para não dizer menos) sem qualquer regalia “extra”. Isto deve-se à crise, saturação do mercado e excesso de Engenheiros Civis em Portugal.

Ultimamente tem-se verificado que as empresas fazem renovação de estagiários, isto é, as empresas oferecem o primeiro emprego a recém-licenciados e recebem as benesses que daí advêm. No entanto, quando acaba o contrato, este não é renovado pelo que a empresa contrata um novo trabalhador “lowcost” (estagiário diferente). Nos primeiros anos o ordenado não vai reflectir aquilo que o engenheiro faz. Obviamente que aqueles que melhor desempenharem a sua função, verão os seus ordenados a aumentar, ao longo de todo o percurso profissional.

Mas com a crise que assola Portugal, arranjar emprego é, por si só, uma grande sorte.

Será a Engenharia Civil um emprego bem pago?


Brasil: Oportunidade de emprego para portugueses

No Brasil são formados todos os anos 30 mil engenheiros. No entanto, actualmente, necessitam de mais de 100 mil. Este deficit de engenheiros tem sido agravado com dois grandes acontecimentos desportivos que se avizinham, nomeadamente o Campeonato do Mundo de Futebol em 2014 e os Jogos Olímpicos em 2016. Daí que estejam a surgir cada vez mais oportunidades de emprego para portugueses do outro lado do Atlântico.

A língua assim como as boas relações entre Portugal e o Brasil permitem que os portugueses tenham vantagens em relação às restantes nacionalidades. O embaixador de Portugal em Brasília tem estado activo com sucessivas reuniões com vista a acelerar o processo de exportação e aumentar o número de protocolos em diferentes áreas.

Numa altura em que o sector da construção encontra-se estagnado em Portugal, esta pode ser uma boa oportunidade para jovens engenheiros.

Actualmente estão a trabalhar no Brasil 1445 engenheiros portugueses (dados do CONFEA – Conselho Federal de Engenharia, Arquitectura e Agronomia), porém este número é maior porque existem muitos engenheiros que trabalham no Brasil mas não estão inscritos nesta entidade.

Depois de Angola será este o novo destino dos engenheiros civis portugueses?