Tag Archive for engenharia

Ordem dos Engenheiros admite membros com curso de 3 anos

A Assembleia de Representantes da Ordem dos Engenheiros aprovou, em 9 de Julho, alterações significativas ao Regulamento de Admissão e Qualificação (RAQ), permitindo a implementação da decisão do mesmo órgão, tomada a 26 de Março, de admitir membros detentores do grau de licenciado em Engenharia (licenciatura de três anos pós-Bolonha).

Nos requisitos para admissão à Ordem dos Engenheiros (OE), mantém-se o que estipula o respectivo estatuto, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 119/92, de 30 de Junho, e que compreende a obtenção de um grau académico do ensino superior em curso de engenharia, provas de admissão à Ordem e estágio.

Com a presente revisão do RAQ, inicia-se na OE um novo ciclo, relativo à adaptação da profissão de Engenheiro ao desafio colocado pelo Processo de Bolonha, mantendo-se a mesma determinação na promoção da qualidade da Engenharia em Portugal, através da atribuição do título profissional de Engenheiro e do reconhecimento de qualificações profissionais individuais, ajustadas ao nível de conhecimentos, aptidões e competências na admissão, garantindo condições de valorização e de reconhecimento do desenvolvimento profissional ao longo da carreira.

Com esta decisão histórica, a OE, para além de se posicionar perante os desafios do futuro, mantém como princípio orientador a afirmação das exigências de qualidade que sempre nortearam os seus objectivos, regulando desta forma a actividade dos engenheiros, com o propósito de poder continuar a garantir a confiança pública e o reconhecimento pela Sociedade e pelo Estado.

Lisboa, 11 de Julho de 2011

Carlos Matias Ramos
Bastonário da Ordem dos Engenheiros

Vencedores Prémios Construir 2011

Já são conhecidos os vencedores dos “Prémios Construir 2011”, entregues no Casino de Lisboa, cujo objectivo é distinguir aquelas empresas, obras e personalidades que mais se destacaram no ano transacto.

A votação ficou a cargo dos subscritores da newsletter do Jornal Construir, como aqui já noticiamos.

Eis a Lista Completa de Vencedores:

-ENGENHARIA
Prémio Melhor Projecto
Museu do Côa (GOP – Gabinete de Organização de Projectos)

Prémio Fiscalização e Coordenação
DHV

Prémio Melhor Gabinete
Coba

Prémio Personalidade
Carlos Pina (Presidente do LNEC)

-IMOBILIÁRIO

Melhor Edifício de Escritórios
Edifício Vodafone Porto (Vodafone)

Melhor Edifício Comercial
Aqua Portimão (Bouygues Imobiliária)

Melhor Edifício Residencial
Estoril Sol Residence (Fundor)

Melhor Empreendimento Turístico
Hotel Marinha Palace The Oitavos (Marinha Palace Hotel)

Melhor Promotor
Sonae Sierra

Melhor Consultora
CB Richard Ellis

-ARQUITECTURA

Melhor Projecto Público
Pavilhão de Portugal para a Expo 2010 (Carlos Couto)

Melhor Projecto Privado
Centro da Fundação Champalimaud (Charles Correa)

Melhor Projecto Recuperação
Recuperação da Fábrica de Manteiga da Calheta (MSB Arquitectos)

Melhor Atelier
Saraiva & Associados

Prémio Personalidade
Eduardo Souto de Moura

-CONSTRUÇÃO

Prémio Reabilitação
Ramos Catarino

Prémio Internacionalização
MonteAdriano

Prémio Sustentabilidade
Natura Towers (MSF)

Melhor Construtora
Mota-Engil

Prémio Personalidade
Ricardo Pedrosa Gomes (presidente da FEPICOP)

PRÉMIO EXCELÊNCIA
Professor Gonçalo Ribeiro Telles
Arquitecto Paisagista

Engenharia Civil é difícil?

Muita gente tem-me perguntado por e-mail se o curso de Engenharia Civil é difícil. A resposta é curta e simples: NÃO é difícil!

Existe um mito de que as engenharias são cursos que facilmente se entra e que dificilmente se sai. Na minha opinião isso é mais mito que realidade. Quando se está num curso que se gosta (mesmo que se apanhe algumas disciplinas que não servem praticamente para nada), aprende-se com facilidade e praticamente não é preciso estudar.


No entanto, há que ter cuidado com os primeiros anos com as matemáticas para que se evite  começar o curso “manco”. É um facto que quem começa “manco” terá mais dificuldade em acabar o curso em 5 anos (ou 3 dependendo do curso).  Se se deixa duas ou três disciplinas no primeiro ano aquilo pode transformar-se numa bola de neve incontrolável. É preciso também ter cuidado com uma ou outra disciplina de 3º e 4º anos que nos pode fazer tropeçar.

Obviamente que a maior ou menor dificuldade vai depender da pessoa. Enquanto que para o Ronaldo jogar futebol é muito fácil, para mim que tenho dois pés esquerdos é bem mais complicado. Num curso de engenharia é a mesma coisa. Uns vão ter mais aptidão que outros. Daí que uns vão ter mais dificuldades do que outros. E esses vão ter que estudar mais não há volta a dar.

O segredo para se tornar fácil um curso de engenharia civil? Nunca faltar a nenhuma aula prática. São neste tipo de aulas que se aprende realmente aquilo que é necessário saber. As teóricas, por sua vez, também são importantes. No entanto considero estas últimas mais dispensáveis que as práticas.

Claro que toda a gente conhece gente que não consegue acabar o curso no período de tempo previamente estabelecido. Porquê? A maioria não se adaptou bem à universidade nos primeiros anos. Outros baldaram-se às aulas.

Se a pergunta fosse: “é fácil tirar boas notas em engenharia civil?”. Aí a minha opinião seria ligeiramente diferente.

Conclusão: o curso de engenharia civil não é nada difícil. É preciso ter cuidado com algumas disciplinas, mas não é nada de muito extraordinário. Vão às aulas, estejam atentos e façam bons apontamentos. Depois correrá tudo bem!

10 Edifícios Mais Altos do Mundo

Reabilitação Low Cost – Seminário

A revista “Construção Magazine” vai organizar no próximo dia 4 de Maio um seminário na FIL subordinado ao tema “Reabilitação Low Cost”.

O custo associado a este seminário é 50€+IVA (ou 40€+IVA para assinantes da revista) e inclui toda a documentação assim como o respectivo certificado de participação. 

O programa pode ser consultado aqui. Já as inscrições podem ser feitas aqui.

(Gentilmente lembrado pela leitora Andreia) 

84% dos Alunos FEUP encontram Emprego em 6 meses

A notícia é do jornal Público. Segundo consta, 84% dos alunos da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto que acabaram o curso em 2009 encontram emprego nos 6 meses seguintes à finalização do curso. Estes números são relativos a todos os cursos desta faculdade (e não apenas de Engenharia Civil). Em tempos de crise, 84% é um bom valor, o que vem confirmar que FEUP é sinónimo de empregabilidade. No entanto, desceu 7 pontos percentuais em relação ao ano transacto.

A notícia pode ser consultada da integra aqui.

História da Engenharia em Portugal

Escrito por Franklin Guerra Pereira (Engenheiro Electrotécnico), o Livro “História da Engenharia em Portugal” conta ao longo de 20 capítulos a evolução da engenharia portuguesa desde a Idade Média até aos dias de hoje.

Editado em 2010, este livro tem 252 páginas e vai já na sua 2ª edição. É um livro muito interessante para qualquer engenheiro/estudante de engenharia.

O livro pode ser adquirido na EngeBook com um desconto de 10%, estando à venda por 14,72€. Este livro tem a particularidade de poder ser também adquirido em formato digital por apenas 7,50€.

Índice:

Capítulo 1 A Revolução Técnica da Idade Média
Capítulo 2 Os Castelos dos Templários
Capítulo 3 Forças Motrizes da Idade Média
Capítulo 4 Construção das Sés
Capítulo 5 A Igreja do Mosteiro da Batalha
Capítulo 6 Força Motriz do Vento
Capítulo 7 A Engenharia do Renascimento
Capítulo 8 A Construção Naval e as Grandes Navegações
Capítulo 9 Arquitectos-Engenheiros do século XVI
Capítulo 10 Engenharia Militar
Capítulo 11 Aqueduto das Águas Livres
Capítulo 12 Raízes da Engenharia Moderna
Capítulo 13 A Academia Politécnica
Capítulo 14 Os Nossos Primeiros Caminhos-de-Ferro
Capítulo 15 Engenharia do Ferro
Capítulo 16 Minas e Metalurgia no século XIX
Capítulo 17 A Engenharia Tradicional no Liberalismo
Capítulo 18 Engenharia do Cimento
Capítulo 19 A Electricidade em Portugal
Capítulo 20 A Engenharia dos Nossos Dias

Encomenda já o teu exemplar na EngeBook! Vê outros livros sobre Engenharia Civil aqui.